não sei

Quando comecei a trabalhar na Internet sabia fazer muito pouca coisa no computador. Conseguia abrir o email, abrir o Facebook e pesquisar no Google. Tarefas simples a realizar nestes três aspectos não eram grande problema para mim.

Recordo-me, que, um dia, numa aula de informática passei uma grande” vergonha”, pois, quando me foi dito para selecionar todos os emails daquela pasta, eu selecionei a página toda.

Ainda hoje, após 4 anos de experiência, continuo a fazer coisas assim; a ter que refazer tarefas porque não as fiz bem. Quase todos os dias, navego nos motores de busca à procura de soluções para problemas relacionados com os blogs, com as redes sociais ou com outras ferramentas.

No fundo, esta partilha é para vos mostrar que ninguém sabe fazer tudo com facilidade à primeira. A experiência vem do fazer; o saber é importante, mas se não for posto em prática não serve de nada.

Oiço muitas vezes as pessoas comentarem que lhes é difícil entrar nisto da Internet, porque não têm muito jeito.

Claro que eu, nascida na época das novas tecnologias, tenho mais facilidade porque já estou envolvida no meio. Mas não é por isso que sou mais dotada que qualquer um de vocês.

Tenho duas alunas “especiais”: uma na casa dos 70 anos e outra na dos 80. Apesar de não terem tido contacto com as novas tecnologias até há pouco tempo, são alunas muito empenhadas.

Fizeram um progresso extraordinário, treinam o máximo que podem e não se deixam levar por desculpas, como a idade.

Existe uma frase, que o António muitas vezes me diz que é:

“Quem quer arranja um meio, quem não que arranja desculpas!”

Qual é a tua desculpa?

Ângela Barnabé